Cacetinho

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para navegação Ir para pesquisar
Feijaoovofrito.jpg Este é um artigo gastronômico.

Para entendê-lo, é preciso comer essa mistureba do caralho aí do lado.


Cquote1.svg Você quis dizer: Pau pequeno Cquote1.svg
Google sobre Cacetinho
Cquote1.svg Você quis dizer: Caralho Cquote1.svg
Google sobre Cacetinho
Cquote1.svg Você quis dizer: Vibrador comestível Cquote1.svg
Google sobre Cacetinho
Cquote1.svg Hou, hou, hou. Eu gosto mesmo é do cacetinho! Cquote2.svg
Papai Noel da Panificadora Alfa sobre Cacetinho
Cquote1.svg Uuuuuuuuuuuuiiiiiiiiiiiiii! Eu vou comer de uma bocada só! Cquote2.svg
Você sobre Cacetinho
Cquote1.svg Gaúcho que é gaúcho pede cacetão Cquote2.svg
Portoalegrense sobre Cacetinho
Cquote1.svg No meu governo, todos terão direito a 2 Cacetinhos pela manhã Cquote2.svg
Dilma sobre Cacetinho
Cquote1.svg É Cacetinho ou cacetinho, porra? Cquote2.svg
Nerd sobre Cacetinho
Cquote1.svg Você não vai conseguir experimentar apenas um! Cquote2.svg
Bambi sobre Cacetinho

Pão de Gaucho.jpg
Cacete de pão.GIF
A comida preferida nos pampas.

Cacetinho é o nome gauchesco e erótico do pãozinho francês. Os baianos, com preguiça de inventar um nome próprio, decidiram ir atrás dos gaúchos.

História[editar]

A origem do Cacetinho é controversa. Doutor Roberto, em sua obra de 700 páginas sobre o assunto, diz que Adolfinho era dono de uma panificadora em Porto Alegre em 1950. Os tempos eram difíceis e a padaria ia de mal a pior. Em um domingo de parada gay, Adolfinho se admirou com os 35 milhões de pessoas passando na frente de sua loja e teve a ideia de fazer um pão temático. Assim nasceu o Cacetinho. No começo, apenas os gays e lésbicas o chamavam assim, mas depois de pouco tempo as mulheres também se desinibiram e passaram a abocanhar Cacetinhos todo dia de manhã.

Em 24 de abril de 1969, a ONU declarou o Cacetinho patrimônio cultural gaúcho.

Características[editar]

O Cacetinho é produzido á base de trigo, deve ter o formato característico (como o mostrado na imagem ao lado). Seu comprimento não deve ser menor do que 20 centimentros.

Curiosidades[editar]

Quentinho e durinho, do jeito que o freguês gosta.
Amostra pequena de Cacetinho. O vendido nas padarias é até cinco vezes maior.
  • Em São Paulo existe uma lei que se uma pessoa pedir um Cacetinho e for estuprada, ela deve ainda ser processada por assédio moral.
  • No Rio de Janeiro, conta-se que o primeiro gaúcho a pedir um Cacetinho foi enrabado por 5 padeiros ao mesmo tempo. Desde então, todo gaúcho, ao viajar para o Rio, ganha um folheto explicativo sobre como chamar pão francês fora de sua terra colorida.
  • Com a rápida popularidade do pão francês por causa do nome 'cacetinho', padeiros do Rio Grande do Sul começam a chamar o baguete de 'cacetão'.

Apreciadores Ilustres[editar]

Ligações externas[editar]

Este artigo é um monte de bosta.
O autor devia estar cheirando gatinhos.
Ajude este artigo chicoteando-o em forma.