Kirby's Adventure

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Virtualgame.jpg Kirby's Adventure é um jogo virtual (game).

Enquanto você lê, Vayne Aurelius faz mais uma Heal Jar.

Kirby's Adventure gosta de aventurar-se!

Este artigo é sobre alguém que vive perambulando por todo canto, fugindo de perigos com a adrenalina a flor da pele.

Faça como Kirby's Adventure e saia se balançando nos cipós!
Indy2.jpg
Kirby nascendo para proteger a reserva de Maconha da Dream Land

Cquote1.png Você quis dizer: Monstro de chiclete Cquote2.png
Google sobre Kirby
Cquote1.png Pokebola vai! Cquote2.png
Ash Boketchum confundindo Kirby com um Jigglypuff
Cquote1.png Morri. Cquote2.png
Noob sobre Kirby's Adventure


Kirby's Adventure é um jogo lançado em mil novecentos e video-game de cartucho para ser jogado por qualquer bobo-alegre e que justamente tem como protagonista a bola cor-de-rosa do título chamada Kirby. O tal Jigglypuff pelado pode comer seus inimigos (no bom sentido, seu safado) e roubar as suas habilidades, assim como fazia o Megaman, que comia os inimigos de um jeito diferente. Enquanto o robô azul absorvia apenas os poderes dos chefões, Kirby pode absorver os poderes dos inimigos normais encontrados pelas fases, o que não ajuda muito pois você ficará com um puta nó no cérebro tentando decidir quais dos 25 poderes que no final servem para a mesma merda sem acrescentar nenhuma diferença você escolherá.

História[editar]

Não muito contente com o mundo homossexual desse jogo, Kirby foi dar uns Fights com a Samus Aran em Super Smash Bros

Num mundo chamado Dream Land (Em putuguêyz, segundo o Babel Fish, Sonhos de Terra) nem tudo está um mar de rosas. Todo o estoque de maconha dos pobres moradores, que era mantido pela Dream Spring (Prima Vera Sonhadora), está sendo afetado já que roubaram grande parte da mão de obra escrava. O problema então começou, sem o trabalho escravo os moradores não conseguiam ter maconha para todo mundo, o que atrapalhava-os pois sempre foram acostumados a ter sonhos bons e relaxantes, e sem a erva do tinhoso para dar uma relaxada, estes estavam sujeitos a darem de cara com seus piores pesadelos ao botar a cabeça no travesseiro.

Usando seus ultra super poderes Florzinha, Lindinha e Docinho Kirby parte numa jornada a procura do traficante Tio DDD, comandante da quadrilha que roubou a reserva de bagulho da Dream Land.

O Jogo[editar]

Kirby graças a esse jogo virou o mascote oficial da banda Cine

Assim que você assumir o controle de Kirby (assumindo assim, a sua Homossexualidade), terá pela frente 7 mundos para passar, cada um com 6 fases que se resumem a seguir sempre em frente dando espadadas, pois querendo ou não você sempre vai pegar o poder da espadinha. Assim que terminar as 6 fases em cada mundo, sempre vai ter um chefão igual a qualquer outro inimigo repetitivo no jogo, que você derrota com apenas um combo de espadinha. Quando passa uma fase, você participa de um bônus onde tem que fazer Kirby pular allllllllllllltooooooo pra ganhar... PONTOS. Isso, você se mata (ou não) para passar uma fase, morrendo de vontade de saber qual seria o poder mais colorido e bonitinho que você deixou pra traz e a sua única reconpensa são pontos que ao final do jogo não lhe renderão bosta nenhuma, nem a fama no seu bairro por que a criançada não quer mais saber de jogos de bichinhos rosas de Polystation e sim de Kratos no God of War.

Gráficos e Som[editar]

Bolo que os produtores de Kirby's Adventure fizeram para comemorar a infelicidade que foi lançar esse jogo

Imagine como seria um Teletubbies convertido para um vídeo-game, só que feito para agradar pessoas como Clodovil ou Vanessão Ji-Paraná. Graças aos gráficos do game, o jogo conseguiu o apelido de Cho Aniki para crianças! O que não é cor de rosa é azul claro daquelas fralda pampers da turma da Mônica ou de absorvente Sempre Livre, mas não pense que as garotas gostaram disso. Ao invés de colocarem pelo menos alguém que manja de cores para criar os desenhos do jogo, colocaram o primeiro imbecil que conhecia as cores quentes e que só soube deixa-las mais claras na hora de pintar os sprites. Os sons são típicos de qualquer coisa relacionada ao nintendinho Polystation, coisas irritantes como Zuimmm ou piiiiim estão presentes, te dando a impressão de que você acaba de ganhar um carrinho de polícia a pilha, que é tão chato que o vizinho chama a Polícia de verdade pra ver se você para logo com essa porcaria. Mozart, o inventor da música (o que veio antes dele não era música, era macumba) deve estar se contorcendo agora no caixão se alguém estiver jogando esse jogo que tem a trilha sonora mais irritante que a novela das 6.