Lei Zero da Termodinâmica

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
O gato está vivo.png Este artigo é relacionado à física.

Cquote1.png A física está para a matemática, assim como o sexo está para a masturbação. Cquote2.png
Richard Feynman sobre física.

DramaticQuestionMark.png
Você sabia que...

Cquote1.png Lei Zero? Só ouvi falar da lei seca! Cquote2.png
Adevogado sobre Lei Zero da Termodinâmica
Cquote1.png Deve estar em algum código de direito romano... Cquote2.png
Estudante de Direito, em estado paranóico, sobre a Lei Zero da Termodinâmica
Cquote1.png Tá na puta que pariu! Cquote2.png
Dercy Gonçalves sobre citação acima

Imagem em infravermelho de você após um dia sozinho em casa. Observe que algumas partes não estão em equilíbrio térmico com o resto do corpo.

Cquote1.png Ou em qualquer livro de física... pensando bem a bunda da dilma , tá na puta que pariu mesmooooooooooooo. Cquote2.png
Aluno do Ensino Médio sobre citação acima
Cquote1.png Essa é barbada. Cquote2.png
Nerd Físico sobre Primeira Lei da Termodinâmica

A Zerésima Lei da Termodinâmica, também conhecida por Lei Seca Zero da Termodinâmica, ou Princípio do Equilíbrio Térmico, trata-se da lei natural que deduz que dois corpos que estejam à mesma temperatura tem temperaturas iguais. Também define que, se dois corpos estão em equilíbrio de fogo térmico com um terceiro corpo, eles estão em equilíbrio entre si, ou não. Este princípio postula a possibilidade de existência das escalas de temperatura sem recorrer apelativamente a charlatanismos, além de outras implicações para a Termosatânica Termodinâmica.

Descoberta da Lei[editar]

Embora o nome desta lei pareça ser absurdo (e é mesmo), ele possui um fato interessante: a descoberta dela aconteceu após a descoberta da Primeira Lei da Termodinâmica. Mas então, por que os vagabundos cientistas não colocaram ela como segunda, terceira ou mais que oito mil? Pelo interessante fato (ou não) de que este princípio vinha antes da primeira lei. E, como a primeira já era primeira e não segunda, colocaram esta como zerésima, só de birra para não modificar mais uma amada história pra boi dormir teoria importante, que traria inúmeros inconvenientes para os nerds cientistas que a estudavam e a utilizavam para justificar seus salários.

Todo esse arranca-rabo foi merda fruto de inúmeros trabalhos de diversos vagabundos cientistas de diversos fins-de-mundo países, especialmente da Europa (que coincidência, não?), dentre eles Lord Kelvin, Sadi Carnot, Celsius, Ludwig Boltzmann, tua avó de cueca Rudolph Clausius, Pedro de Lara e William Thompson, dentre mais um mol desses nomes estranhos. Após descobrirem a Primeira Lei da Termodinâmica e verem a cagada que haviam feito ao colocá-la como primeira sem terminar as pesquisas, utilizaram o Método L'Acochambré (em homenagem a Nonsense Acochambré, pai da gambiarra científica) e criaram a Zerésima Lei da Termodinâmica para infelicidade dos alunos de física e qualquer outro infeliz que tenha de decorar aprender Termodinâmica.

Equilíbrio térmico[editar]

Dois (ou mais) corpos entrando em perfeito equilíbrio térmico.

A Zerésima Lei da Termodinâmica diz, de forma muito pouco clara que, se dois corpos A e B estão à mesma temperatura que um terceiro corpo C, então todos estarão à mesma temperatura, a não ser que o termômetro esteja com defeito. Obviamente, isso não prova nada, apenas prova que o coringa é um filho da puta. Em outras palavras mais nerds, ou não, estando à mesma temperatura, qualquer corpo possui a mesma energia cinética molecular, que, em outras palavras, é o mesmo que temperatura (É mesmo?).

Além disso, também postula a existência da possibilidade da criação de escalas de temperatura e da medição dela, coisa que não seria possível se cada corpo excusasse acusasse uma tempertaura própria, ou não. No entanto, como todos estão em equilíbrio à mesma temperatura, a porra toda pode ser simplificada para ser estudada, no que se resume na famigerada Termodinâmica.

Aplicações e termosatânica termodinâmica[editar]

Alborghetti desgraçado da cabeça ao receber a prova de Termodinâmica.

Ainda em meados de 1800 e pijama de bolinha, em meio a todo o fervor da descoberta desta e de outras desimportantes leis naturais os nobres vagabundos cientistas envolvidos não se deram conta da grande merda que haviam feito: a criação da Termodinâmica. Embora inicialmente obscura, rapidamente se alastrou e passou a atormentar a vida de qualquer um que quisesse comprar obter um canudo diploma de Física, Engenharia (qualquer Engenharia, de fato), ou qualquer outro curso à escolha. Inclusive, esta lei, juntamente com as outras três leis da Termosatânica Termodinâmica, é uma das grandes responsáveis pelas desistências, pedidos de saída, trancamentos e demais medidas desesperadas para evitar a enrabada que são as provas sobre isso.

Além da função de reodar levas inteiras de peões alunos e demais arigós, esta lei, no contexto da física, possibilita a mdeição da temperatura dos corpos, como quando você está queimando de febre após pegar chuva durante a Parada Gay e se agarrar naquele bofe que estava tossindo feito uma velha que engoliu a dentadura. Isto possibilita a construção de termômetros e escalas de temperatura, que permitiram aos cientistas desenvolver toda essa encheção de linguiça teoria, o que resultou nas referidas leis, para infelicidade de quem precisa decorá-las aprendê-las.

Ver também[editar]