Programa de Aceleração de Crescimento

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa
Aviso importante: Politicagem aqui NÃO, cazzo!
A Desciclopédia é um site de humor, logo, NINGUÉM aqui se importa com sua opinião sobre o Huguinho, o Zezinho ou o Luizinho. Seja engraçado e não apenas idiota.
O verdadeiro PAC que dá certo!
O Pac só funciona no dedo de Lula.

Cquote1.png Você quis dizer: IUPAC? Cquote2.png
Google sobre Programa de Aceleração de Crescimento
Cquote1.png O PAC será um sucesso! Cquote2.png
Lula sobre PAC
Cquote1.png Não bota a minha mãe do PAC no meio que eu boto no meio da tua! Cquote2.png
Luís Fanfarronácio Lula da Silva
Cquote1.png Non Ecziste! Cquote2.png
Padre Quevedo, em uma das suas raras piadas que tem contexto
Cquote1.png O PAC não é o Collor, mas também está de volta! Cquote2.png
Dilma Roskoff anunciando o novo PAC

O PAC — Programa de Aceleração Cosmética — é um sucesso. Primeiro foi a lanternagem estética da ministra Dilma Rousseff, que transformou a chefe da Casa Civil, que era um trubufu, num urutau. Logo em seguida o governo liberou o consórcio para operação plástica, para que qualquer Zé Mané despossuído possa dar uma geral no seu visual. Por exemplo: uma moradora da periferia que queira dar uma turbinada na sua peitaria paga a prestação mensal e, se for sorteada, faz uma cirurgia para levantar o peito direito. Dez anos depois, quando acabar de pagar o carnê, bota um silicone no peito esquerdo.

Além das grandes empreiteiras, o governo de Luiz Marolinhácio Lula da Silva agora também conta com o apoio da Avon, do Boticário e da Natura. Tudo para ajudar na maquiagem das obras do PAC. A lista de obras faraônicas que não vão ser construídas é enorme: o túnel que une Pelotas a Campinas, a ponte RioÁfrica, as obras do metrô de Garanhuns e a mais ambiciosa e cara de todas: o final da construção da Cidade da Música. As obras não estão nem em 5% prontas, mas os funcionários necessários já estão em 150% contratados.

PAC - Programa de Apagão Coletivo[editar]

Nem tudo são trevas no apagão. Enquanto o Brasil mergulhava no breu do apagão, o presidente Luiz Apagácio Lula da Silva procurava no escuro do seu quarto uma desculpa ou uma tomada, qualquer um servia. Depois de muito raciocinar, Lula criticou a imprensa por noticiar a falta de luz e disse que o seu apagão era muito melhor que o do ex-presidente Apagando Henrique Cardoso. Por outro lado, a ministra Dilda tirou o Roskoff da reta e mandou o ministro Lobão das Minhas Energias dar uma explicação convincente sobre a tintura do seu cabelo e a falta de luz. Lembrando o seu passado de roqueiro, Lobão empunhou uma guitarra e deu o seu recado: “Não dá para controlar, não dá! Não dá pra planejar!”

A falta de luzes no Brasil deixou o mundo inteiro cabreiro, já que a Copa de 2014 e as Olimpíadas de 2016 vão ser realizadas aqui. Será que o Brasil vai pagar o maior mico? Não sei, não... Até o sisudo e conservador “Wall Sreet Journal”, num recente editorial, afirmou que, “para o Brasil ficar uma m*!#*!!!**# erda, ainda tem que melhorar muito”.

Ver também[editar]

Desnotícias:Lula descarta apagão e insiste em sucesso do PAC