Seleção Colombiana de Futebol

Origem: Desciclopédia, a enciclopédia livre de conteúdo.
Ir para: navegação, pesquisa

Este artigo foi feito por quem já ganhou Copa do Mundo

Copa Trofeus.JPG

Morra de inveja MWAHUAHUAHUAH!

Colômbia
FCF ColoPeru.png
Lema: Jogamos como nunca! Perdemos como sempre!
(ops, esse é do México! Mas vale para nós também)
Local: Bogotá
Confederação: Fuerzas Armadas Revolucionarias de Colombia
MELHOR Resultado: Qualquer vitória milagrosa sobre Argentina
PIOR Resultado: Qualquer derrota para Venezuela
Fornecedor: Abibas
Apelido: La Decepción
Ídolos: Valderrama, Armero e James Rodriguez
Mascote:
Hino: Jajajaja
Títulos: 1 Copa América


Seleção Colombiana de Futebol é um time de futebol caracteriza-se por ter períodos cíclicos de grandeza (acho que a cada 1000 anos, e ainda não começou o primeiro). Entre suas realizações recentes está a de não ser aceito na CONCACAF, embora o seu estilo de jogo se encaixe nas exigências do rigoroso futebol da América Central. Caracterizado por um futebol repleto de catimba típico sul-americano, sonha um dia ser melhor que a Argentina, para quem sempre perde nos jogos decisivos, e quando ganha nunca serve pra nada.

Copa do Mundo de 1962[editar]

Em sua primeira participação em algum torneio internacional, a Colômbia foi a grande atração do Grupo A da Copa do Mundo de 1962 ao entrar para a história como única seleção do mundo que tomou mais de 3 gols da Iugoslávia. Porém o jogo que marcou sua participação foi o heroico empate de 4 a 4 com a União Soviética após estar perdendo de 4 a 0. Os soviéticos entraram para o intervalo já comemorando com vodka, e voltaram bêbados para buscar o empate no segundo tempo. Com um raríssimo gol olímpico de Marcos Coll, tão raro que é estudado pelo National Geographic. No lance, Coll mete a bicuda na bola num dos tantos péssimos escanteios cobrados por colombianos, a bola bateu na cara do árbitro no peito do cadáver de Lênin e, finalmente, deu muitas voltas antes de passar por entre as pernas do goleiro.

Copa do Mundo de 1990[editar]

A participação colombiana em 1990 deve a eliminação na fase preliminar (denominada na ocasião de "oitavas-de-final"), para Camarões graças às presepadas de René Higuita. Levando-se em consideração que o Grupo D daquele ano não passou de jogos-treinos amistosos já que das 3 seleções do grupo classificavam as 3 (Emirados Árabes Unidos não conta como seleção).

Graças a Higuita, achando que estava em futsal e poderia sair jogando na linha, foi desarmado por Roger Milla que decretou a eliminação colombiana.

Copa do Mundo de 1994[editar]

Duas estrelas colombianas que decepcionaram na Copa de 1994.

Quando a Colômbia se classificou para jogar nos Estados Unidos, milhares de colombianos foram fazer longas filas na embaixada norte-americana na esperança de conseguir vistos e se mudarem em definitivo para o norte. Todavia, todos estes torcedores foram obrigados a assinar livros de compromisso de que, logo eliminados da Copa do Mundo voltariam correndo para a Colômbia, e que não puderam ir para a Disneylândia ou um passeio a Estátua da Liberdade.

O futebol? Não se sabe, ninguém nem viu a Colômbia jogar, de tão rápida que foi eliminada, mas dizem que o zagueiro Andrés Escobar foi encontrado morto depois de um gol contra no jogo contra os Estados Unidos.

Copa do Mundo de 1998[editar]

A Colômbia participou disso?

Copa América de 2001[editar]

O único título de importância colombiano, conquistado em casa e obviamente comprado

Copa do Mundo de 2010[editar]

Os colombianos finalmente conseguiram a consagração tornando-se finalmente pela primeira vez campeões mundiais. Dizem que foi a Espanha, mas os colombianos se consideram ainda espanhóis, e por isso puderam comemorar bastante.